Uma procissão de meteoros?

Pois, foi o que aconteceu neste dia em 1913. Do Canadá ao Oceano Atlântico, inúmeras testemunhas assistiram à passagem de uma série de objectos luminosos que não correspondiam a nenhuma chuva de meteoros conhecida. Pelo estudo da geometria das trajectórias foi adiantada a hipótese de que os objectos corresponderiam a um pequeno e efémero satélite natural da Terra. A História está cheia de fenómenos celestes espectaculares, ocorridos aqui e ali, há décadas ou séculos. Nos tempos que correm, não temos hipótese: mesmo que se desse algo de parecido, a maior parte da população, metida nos buracos  luminosamente poluídos das nossas cidades, não daria rigorosamente por nada.

 

Astrofesta europeia

Começa hoje em Londres a European Astrofest, com um série de conferências, exposição e outras actividades. Londres é já ali ao lado…

Classificação dos leitores
[Total: 3 Média: 4.7]