A sonda Juno está em órbita polar de Júpiter desde o dia 4 de Julho de 2016. Por enquanto, a sonda executa órbitas longas, que demoram um pouco mais de 53 dias. Está previsto que esse período seja reduzido para 14 dias, mas uma série de problemas com os propulsores e depois com os computadores de bordo tem impedido que seja feita essa alteração. Portanto, até agora, a Juno cumpriu quatro órbitas de grande excentricidade, e em cada uma delas ocorreu uma passagem próxima ao planeta.

No dia 1 de Fevereiro, a Juno passou a apenas 4 300 km do cimo das nuvens de Júpiter, a uma velocidade de cerca de 208 000 km/h. Apesar dos instrumentos de bordo serem sobretudo dedicados ao estudo da estrutura e composição da atmosfera e da radiação emitida pelo gigante gasoso, a câmara JunoCam tem obtido imagens muito detalhadas das nuvens. O curioso é que a NASA está a pedir ao público que decida, por votação, quais devem ser os alvos da câmara em cada passagem próxima ao planeta. Além disso, as imagens ficam logo disponíveis para quem as queira processar e realçar aquilo que mais lhe possa interessar.

 

Crédito da imagem: NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS/Eric Jorgensen

Fonte da notícia: http://www.universetoday.com/133215/juno-buzzes-jupiter-cloud-tops/

 

Classificação dos leitores
[Total: 4 Média: 5]