Durante as últimas semanas o Pokémon Go revolucionou as nossas vidas. Vai até à praia e verás dezenas de pessoas a lutar para capturar um Pokémon tipo água como Magikarp ou Krabby. Dá um passeio pelo campo e estarás rodeado de Caterpies do tipo erva.

Mas que tipo de Pokémon encontrarias no espaço?

low-mass_star
Créditos: NASA/CXC/Keele Univ/N.Wright et al/M.Weiss

Apesar do Sol não ser, obviamente, um Pokémon tem muito em comum com um Pokémon do tipo elétrico chamado Magneton. “Discharge” e “Zap Cannon” são dois dos ataques mais poderosos do Magneton.

Analogamente o Sol pode criar tempestades poderosas, capazes de “apagar” os satélites de comunicações e danificar os sistemas elétricos na Terra!

Estas tempestades são causadas pelos “campos magnéticos” do Sol. Um íman (como os que colocamos no frigorífico) cria um campo de forças invisível à sua volta chamado de campo magnético. O Sol comporta-se como um íman. Mas como as estrelas criam os seus campos magnéticos é um enigma.

O interior de uma estrela é formado por camadas. Existe uma zona onde a energia da estrela é libertada para o exterior e uma zona onde a energia circula para cima e para baixo. Muitos cientistas pensam que os campos magnéticos se formam na zona em que essas duas camadas se tocam.

No entanto as estrelas (como a da imagem) muito menos massivas que o Sol não têm essas duas camadas.  Apesar disso uma nova pesquisa acaba de descobrir que possuem campos magnéticos semelhante aos das estrelas como o nosso Sol!

Talvez tenhamos que rever a nossa teoria para compreender os campos magnéticos!

Facto curioso: Medimos a potência do campo magnético de uma estrela através da quantidade de raios X que emite. Mais raios X significa um campo magnético mais potente!

Este Space Scoop é baseado no Comunicado de Imprensa de Chandra X-ray Observatory.

Link para a notícia original: http://www.unawe.org/kids/unawe1616/

Classificação dos leitores
[Total: 1 Média: 1]