Tomhanks

Os asteróides não têm apenas nomes de pessoas já falecidas, como aliás já ficou aqui escrito. Desta vez, o calhau espacial nomeado em honra do actor Tom Hanks passa pelo ponto da sua trajectória que o traz mais próximo da Terra

 

Donald Trump

Não, não é um asteróide. Outros qualificativos poderiam ser usados. Bem, o presidente dos EUA proferiu há poucos dias o discurso anual do Estado da União. A palavra “ciência” foi proferida uma vez, de forma genérica. E quanto ao espaço? Nada. Zero. Nicles. Nem uma palavra. Há uns tempos, Trump recebeu uma delegação da NASA e quis saber quando é que iam a Marte. Mas já se deve ter esquecido. Uma missão a Marte não cabe num tweet.

 

Japão

Lançamento de um satélite de pequenas dimensões (um cubesat de 3 kg) por um foguetão também ele “mini”. A missão centra-se num teste de conceitos, e o microsatélite será testado em comunicações e obtenção de imagens da Terra, numa órbita elíptica.

 

Brasil

Por falar em cubesats, uma start-up brasileira está a tentar reunir financiamento para uma missão de nome Garatea L, que consiste num desses satélites, a ser lançado em conjunto com uma série deles, a caminho da Lua, onde se separarão. O satélite lunar brasileiro terá a bordo micro-organismos extremófilos, cuja reacção a um ambiente de espaço profundo será estudada.

 

Luna 9

Foi, em 1966, o primeiro engenho de origem terrestre a alcançar a superfície da Lua e lá pousar suavemente. Vivia-se ainda o tempo da liderança soviética na corrida à Lua.

 

HERA

Human Exploration Research Analog. É um ambiente fechado de três andares, situado no Johnson Space Center, no Texas, onde são colocados os participantes para uma missão de 45 dias em isolamento – uma analogia de uma missão espacial. Hoje tem início a 16ª destas missões, com um novo grupo de quatro elementos.

Classificação dos leitores
[Total: 1 Média: 4]